A mágoa se apresenta como um desgosto, um descontentamento, que pode ser por alguém ou pela própria vida, com sessões de hipnoterapia o indíviduo passa a bloquear e entender esses sentimentos.

.

A odontologia é uma profissão em que a hipnoterapia já é bem conhecida e bastante presente.

Aliás, foi a primeira à autorizar seu uso como ferramenta coadjuvante na odontologia.

A psicanálise torna a vida mais simples. Adquirimos uma nova síntese depois da análise. A psicanálise reordena um emaranhado de impulsos dispersos, procura enrolá-los em torno do seu carretel. Ou, modificando a metáfora, ela fornece o fio que conduz a pessoa fora do labirinto do seu inconsciente. (Freud em entrevista à George Sylvester Viereck)

Lacan aborda a questão do desejo, combinando o discurso psicanalítico com o linguístico. Embora, em um sentido, amplie a teoria, também pode produzir um efeito redutor.
O mesmo Lacan, diferencia a necessidade, no nível biológico e etológico, do desejo, inscrito em um nível simbólico e imaginário. Deve-se distinguir o comer ou beber, como necessidade para sobreviver, do desejo de gozo oral que, em sentido estrito, não é satisfeito com o líquido que acalma a sede. Requer vinho, champagne ou Coca-Cola.
Gozo e prazer são categorias estritamente humanas do plano do desejo. Na demanda, pede-se reconhecimento e amor. Demanda do paciente de ser amado por seu psicanalista, de ser reconhecido em seu sintoma e em sua presença.
A ferida narcisista surge diante da frustração da demanda. Aparece a agressão.
Podemos tolerar muitas coisas, mas não suportamos não sermos reconhecidos. (André Lacerda - Psicanalista)

RESILIÊNCIA

A resiliência é um conceito psicológico emprestado da física, definido como a capacidade de o indivíduo lidar com problemas, superar obstáculos ou resistir à pressão de situações adversas - choque, estresse etc. - sem entrar em surto psicológico. A American Psychological Association define resiliência como o “processo e resultado de se adaptar com sucesso a experiências de vida difíceis ou desafiadoras, especialmente através da flexibilidade mental, emocional e comportamental e ajustamento a demandas externas e internas”. Sabbag (2012) a define como: "resiliência é competência de indivíduos ou organizações que fortalece, permite enfrentar e até aprender com adversidades e desafios. É uma competência porque pode ser aprimorada: reúne consciência, atitudes e habilidades ativadas nos processos de enfrentamento de situações em todos os campos da vida".

A semente de um pinheiro contém, em forma latente, a futura árvore; mas cada semente cai em determinado tempo, em um determinado lugar, no qual intervém um determinado número de fatores, como a qualidade do solo, a inclinação do terreno, a sua exposição ao sol e ao vento. A totalidade latente do pinheiro reage a essas circunstâncias evitando as pedras, inclinando-se em direção ao sol, modelando, enfim, o crescimento da árvore. É assim que um pinheiro começa, lentamente, a existir de fato, estabelecendo sua totalidade e emergindo para o campo do real. Sem a árvore viva, a imagem do pinheiro é apenas uma possibilidade ou uma abstração. E a realização dessa unicidade no indivíduo é o objetivo do processo de individuação.

O Homem e Seus Símbolos - Carl Gustav Jung, Cap. 3, pag, 213, §3.

A sensação de estar "sem saída" pode demonstrar uma imobilidade de recursos psíquicos inconscientes que necessitam ser ativados. Muitas vezes, é na necessidade e no desespero que tais recursos tornam-se ativos. Por isso crescemos após cada momento difícil e, em geral, não passamos pelo mesmo sofrimento com a mesma intensidade.

-- Sylvia Labrunetti

09 MOTIVOS PORQUE A CRIANÇA NÃO CONTA QUE ESTÁ SENDO ABUSADA

 

Você sabia que a cada 10 crianças vítimas de abuso sexual, somente 1 vai contar que sofreu o abuso?

 

1- Não sabem que aqueles toques são abuso sexual.

Por isso sempre reforço sobre a importância de falar com as crianças sobre prevenção ao abuso sexual desde bebês, de forma adequada para cada idade.

 

2- Confundem abuso com carinho.

Principalmente quando o abusador faz parte do convívio da criança; que são em 90% dos casos.

 

3- Sentem uma grande vergonha pelo que aconteceu.

 

4- Recebem duras ameaças do abusador (Ex.: Se você contar, eu mato sua mãe, mato você).

 

5- Medo de serem punidas pelos pais ou cuidadores (Ex.: apanhar, ficar de castigo) .

 

6- Medo de serem rejeitadas pelos pais ou cuidadores .

 

7- Medo de serem expulsas de casa

(Muitos abusadores dizem que esta será a reação dos pais/cuidadores).

 

8- Medo de “decepcionarem” pais/cuidadores, pois se sentem culpadas pelo abuso.

 

9- Medo de NINGUÉM ACREDITAR.

 

 

O abusador repete várias vezes que ninguém vai acreditar na criança se ela for contar. Enfatizam que adultos só acreditam em adultos). Entre outros motivos.

 

WhatsApp Image 2021 03 05 at 18.12.10

Algumas pessoas gostam de passar a maioria dos seus momentos a sós.

 

Ir ao cinema, viajar, sair para comer em um lugar especial. Você consegue se imaginar em uma destas atividades sozinho, sem a companhia de alguém? Para muitas pessoas, estar sozinhas é algo bastante agradável. Para outras, é, na verdade, um incômodo, que se torna muitas vezes temido.

 

O fato é que, por mais que muitos não compreendam, existem inúmeras pessoas ao redor do mundo que gostam de ficar sozinhas, de curtir suas próprias companhias, realizando atividades que lhes deixam satisfeitas, e isso, não necessariamente é um problema, pelo contrário, é algo que deve ser incentivado, uma vez que para nos sentirmos bem ao lado de outros indivíduos, precisamos, primeiramente, gostar de estar com a gente mesmo.

 

Mas é importante esclarecer, que solidão e individualidade são coisas bem diferentes e não podem ser confundidas.

 

É importante mencionar: as pessoas que gostam de ficar sozinhas não são pessoas introvertidas. São pessoas que não abrem mão de ter contato consigo mesmas e que compreendem que é a própria fonte de paz e harmonia.

 

CARACTERÍSTICAS DE PESSOAS QUE GOSTAM DA SOLIDÃO:

 

a) São autoconscientes

b) Respeitam a individualidade dos outros

c) Prezam pela sua privacidade

d) Têm uma autoestima equilibrada

e) Não estão em busca de aceitação

f) Aprendem com os erros

g) São independentes por natureza

 

 

Você sabia que não é preciso ser um “serial killer” para ser um psicopata? Algumas carreiras e ambientes profissionais estão favorecendo a ascensão profissional de pessoas com traços deste tipo de desvio de personalidade.

Olá, gostou dos nossos cursos, tem alguma dúvida ? Preencha o formulário e ligamos para você